Pós-Graduação em Acupuntura

O mais completo do Brasil

Imprensa

Terça-feira, 19 de Maio de 2020 - 09:37

Quarentena: medicina chinesa ajuda a controlar a ansiedade

Diante do isolamento social, especialista percebe um aumento significativo em crises de ansiedade e depressão

2020, imprensa, © iStock
'A acupuntura pode efetivamente melhorar a qualidade de vida de pacientes com doença mental, principalmente a qualidade de sono', declara Camila.© iStock
Jamais imaginávamos viver em um isolamento social como o que estamos enfrentando. Os impactos da quarentena imposta pela pandemia de coronavírus já começaram a dar sinais na saúde mental.

Segundo a acupunturista e especialista em medicina tradicional chinesa Camila Coelho, o isolamento faz com que as pessoas percam o senso de segurança, o que pode desencadear o medo do desconhecido e a solidão. Esses dois fatores contribuem para crises de ansiedade e, em casos mais severos, a depressão.

Percebendo esse movimento, Camila faz questão de reforçar o poder que a acupuntura, terapia alternativa milenar, tem para o equilíbrio da mente.

“Seu principal objetivo é promover o equilíbrio das nossas emoções, além de proporcionar aumento da imunidade e, também, alívio das dores físicas. “Muitos pacientes me procuram para tratar alguma dor física e desconhecem que a acupuntura trata do nosso emocional”, salienta.

Quando você está ansioso, o sistema nervoso simpático – aquele que controla reações de “luta e fuga” – assume o controle, enquanto o parassimpático é sufocado. Isso explica, por exemplo, porque acontece falta de ar quando a ansiedade toma conta.

Vários sintomas indicam um quadro de ansiedade. Excesso de preocupação, fadiga, dificuldade de se concentrar, irritabilidade, inquietação, tensão muscular e insônia são alguns deles. Esse cenário gera um sofrimento constante devido à somatização de todos esses sintomas. A dificuldade em controlá-los acaba prejudicando a vida social e setores importantes da vida.

Efeitos imediatos

Ao contrário de alguns medicamentos para a ansiedade, os efeitos da acupuntura são, muitas vezes, sentidos imediatamente.

“A acupuntura pode efetivamente melhorar a qualidade de vida de pacientes com doença mental, principalmente a qualidade de sono”, declara Camila.

De acordo com a especialista, ainda é preciso reforçar o poder da natureza quando falamos da nossa mente.

“Além da acupuntura, temos os alimentos, que podem ser ótimos aliados nesse controle emocional. Outra ajuda são os florais manipulados, que tratam diversas queixas e contribuem para a busca desse equilíbrio”, conclui a especialista.

Dica prática

Uma dica baseada na medicina chinesa é fazer um escalda-pés em casa, já que estamos em confinamento e não conseguiríamos ter acesso a acupuntura no momento.

A prática auxilia a distribuir a energia yang, localizada na cabeça, para a extremidade fria, os pés, ou energia yin.

Vai muito bem quando se está cansado, estressado, com fadiga física ou mental, tensões musculares, preocupações, mente inquieta, insônia, irritabilidade e impaciência.

Cuide-se!

metropoles.com
Deixe seu Recado
Receba Informações