Pós-Graduação em Acupuntura

O mais completo do Brasil

Imprensa

Terça-feira, 02 de Fevereiro de 2021 - 09:53 - Atualizado em 02/02/2021 10:11

Avaliação do tratamento com acupuntura sistêmica e auricular na dor lombar crônica: Estudo de caso

Artigo baseado no TCC da aluna Tharsila S. A. C. Volpe. Unidade Bauru.

Na medicina ocidental, existem diferentes causas para a dor lombar. A maioria dessas dores lombares é causada por esforços repetitivos, excesso de peso, pequenos traumas, condicionamento físico inadequado, erro postural, posição não ergonômica no trabalho e osteoartrose da coluna (com o passar do tempo, as estruturas da coluna vão se desgastando, podendo levar à degeneração dos discos intervertebrais e articulações). Além de doenças inflamatórias como a espondilite anquilosante, infecções, tumores e outros. O diagnóstico das lombalgias é normalmente clínico. Exames de imagem em geral não são solicitados em lombalgias agudas, apenas nos casos em que são observados alguns sinais de alerta como febre, perda de peso, déficit neurológico, idade acima de 50 anos e trauma. Quando há persistência da dor por mais 4-6 semanas os exames devem ser solicitados para exclusão de outras patologias.

O objetivo inicial do tratamento é sempre o alívio da dor, através de medicações como analgésicos, anti-inflamatórios, miorrelaxantes, corticoides, opióides e antidepressivos. A reabilitação com exercícios de alongamento e fortalecimento muscular, além da reeducação postural são fundamentais para reduzir os sintomas e prevenir o retorno das dores.  Outras intervenções incluem acupuntura, terapia cognitivo-comportamental e infiltração.  Apenas 1 a 2 % dos pacientes necessitam de cirurgia. Entre as opções de tratamento, podem ser destacados o Programa Escola de Postura (PEP) e a Reeducação Postural Global (RPG), onde ambos se mostraram eficientes para redução da lombalgia crônica.

Na MTC (Medicina Tradicional Chinesa) a lombalgia pode ser causada por diversos fatores externos, como frio, vento e umidade, estagnação de Xue, deficiência congênita dos rins, traumas na região lombar, trabalho e atividade sexual excessivos, parto e gravidez, exercício físico inadequado, exercícios fora dos grupos musculares que suportam a coluna ou atividades que colocam a coluna sob estresse excessivo. O grande diferencial da MTC é avaliar e tratar o paciente como um todo, promovendo o bem-estar geral e a qualidade de vida. A MTC tem por base os conceitos Taoistas e energéticos, onde o homem e o universo são partes integrantes um do outro. Na teoria oriental todos os processos fisiológicos, sinais e sintomas podem ser analisados pela teoria Yin-Yang e esse conceito tem permeado a filosofia chinesa há séculos. Para a filosofia da MTC, a cura consiste na observação do homem e sua relação com a natureza. Sendo assim, busca-se o entendimento do ser humano com essa relação e as patologias. No que se refere à concepção filosófica do Universo, a MTC está apoiada em três pilares básicos: o Conceito de Yin e Yang, os 5 Movimentos e os Zang Fu (Órgãos e Vísceras).

Existem energias que fluem pelo corpo que são chamadas de “Qi” (energia) e “Xue” (sangue), e estão presente em canais energéticos, denominados de meridianos, que concentram ramos nervosos neuromusculares sensitivos. O Xue tem função de nutrir o organismo e dar suporte à mente. Para a MTC o corpo e a mente formam um mecanismo complexo, que estão em constante interação com energias e substâncias vitais, formando o organismo. Essas substâncias são definidas em Qi, Shen, Jing, Xue e Jin Ye. (8)

Para a MTC, a região lombar, assim como toda a coluna vertebral, tem relação com o Rim. A região lombar, em virtude da conexão energética entre os diversos canais de Energia e das inter-relações do Shen (Rim) com os demais Zang-Fu (órgãos/vísceras), torna-se local frequente de manifestações dolorosas.

Este estudo foi realizado com um paciente do sexo masculino que apresenta dor lombar crônica. O tratamento constituiu-se de 10 sessões de acupuntura, com duração de 30 minutos. A partir das características coletadas na anamnese, foi determinado um Diagnóstico Energético e foram selecionados os pontos referentes ao quadro clínico e energético.

Diagnóstico Energético: Deficiência de yin e yang do Rim; Estagnação de QI; Deficiência de yin do Coração.

Tratamento: Tonificar Rim; Tonificar Coração; Tonificar QI; Tonificar XUE e Acalmar o Shen.

Diagnóstico energético - 8 critérios

  • Yang
  • Frio vazio
  • Interno
  • Deficiência de Rim, QI e Xue

Proposta terapêutica

  • Tonificar Rim
  • Tonificar Coração
  • Tonificar QI
  • Tonificar XUE
  • Acalmar o Shen

Tratamento: Shu das Costas, MO e Pontos de Ação Energética

  • Shu das Costas: B14, 15 e 23.
  • MO: VC4 e VC5
  • B52
  • VG4 e VG20
  • C7
  • VB34
  • Auriculoterapia: Shenmen, Rim, Simpático, Analgesia, Relaxamento muscular, Coluna lombar, Quadril e Ciático.

Foram realizados 2 atendimentos por semana, sendo aplicada a técnica de acupuntura sistêmica com agulhas 25 x 30, que permaneceram 20 minutos e auricular. Os pontos utilizados foram intercalados nesses dias, sendo que um dia foram usados os pontos: B14, B15, B23, B52, VG4 e VG20 e em outro atendimento os pontos: VC4, VC5, VB34, C7, VG4 e VG20. E a auriculoterapia uma semana em cada orelha.

São diversas as indicações da acupuntura para tratamento de patologias e desarmonias, principalmente quando essas incluem dores agudas ou crônicas e que interferem na qualidade de vida das pessoas. Assim, por tratar os pacientes de forma integral e harmônica, a acupuntura vem se tornando um recurso cada vez mais procurado pelos pacientes e indicados por profissionais da área.

A acupuntura é um tratamento seguro e eficaz para terapia dos pacientes acometidos por lombalgia aguda ou crônica. Demonstrou melhora na sensação de bem-estar, melhora na qualidade do sono, relaxamento global, diminuição da administração de medicamentos e nenhum efeito adverso ou contraindicação.

Portanto, podemos concluir que a acupuntura é em recurso seguro, de resultados rápidos e satisfatórios no alívio da dor e de suas prováveis repercussões, já que trata corpo, mente e espírito, sem a pretensão de ser uma técnica exclusiva. E com a necessidade de maiores estudos e pesquisa.

Com esse tratamento os pacientes passaram a produzir em no seu organismo esteroides que diminuem a inflamação. Além disso, também estimula a produção de endorfinas, analgésicos naturais do corpo, melhorando a sensação de bem-estar, o humor, a qualidade do sono e o relaxamento global, contribuindo, dessa forma, para diminuir o espasmo e permitindo que o paciente execute melhor suas atividades.

E foram estes os resultados deste estudo de caso, aplicando o corretamente a técnica, utilizando pontos de acordo com os achados do diagnóstico energético. Paciente relatou melhora gradual em cada sessão, referindo melhora das dores, da qualidade do sono, sensação de bem estar e disposição para realizar as tarefas diárias.

Autora: Carla Ceppo

Deixe seu Recado
Receba Informações