Pós-Graduação em Acupuntura

O mais completo do Brasil

Imprensa

Terça-feira, 01 de Outubro de 2019 - 10:18 - Atualizado em 01/10/2019 11:05

Acupuntura no tratamento de distúrbios relacionados ao atraso no desenvolvimento neuropsicomotor: estudo de caso

Artigo elaborado por Carla Ceppo, baseado no TCC da aluna Luciana A. dos Santos Silva, para conclusão do curso de pós-graduação em Acupuntura.

O desenvolvimento infantil é um processo de alterações, que inicia ainda na fase intrauterina e que envolve o crescimento físico, maturação neurológica e a construção de habilidades nas áreas cognitiva, social, comportamental e afetiva.  Os primeiros anos de vida são os mais importantes para o desenvolvimento infantil, já que há maior plasticidade cerebral, o que favorece o desenvolvimento de todas as potencialidades da criança.

Para a Medicina Tradicional Chinesa, o desenvolvimento dos sistemas energéticos na criança é semelhante ao seu desenvolvimento fisiológico, de acordo com seu crescimento. Quanto mais nova a criança, mais imaturo seu sistema energético. Quando a criança nasce, sua constituição corporal é frágil, com insuficiência de Qi e de Sangue; com tendões, vasos sanguíneos e meridianos em formação; também apresentam instabilidade no Shen, um Qi defensivo fraco e Qi orgânico essencial imaturo. Devido à imaturidade do Yin e do Yang, a base material e a função energética da criança não estão totalmente desenvolvidas ou capacitadas. Os chineses denominam o crescimento e desenvolvimento normal da criança como um processo de "mudança e evaporação". Através de uma boa base congênita e cuidados pós-natais adequados, os bebês crescem rapidamente. O primeiro ano de vida é o período de maior desenvolvimento, e é caracterizado pela predominância do Yang Qi como tendência energética geral da criança.

A mudança e evaporação descrevem as condições de desequilíbrio entre Yin e Yang que se manifestam como febre, pulsos irregulares e suor. Esses episódios são considerados normais e se resolvem em poucos dias sem necessidade de tratamento. Mudança refere-se à transformação dos cinco órgãos Yin (Coração, Fígado, Baço, Pulmões e Rins) e ocorre uma vez a cada 32 dias. Evaporação refere-se à transformação das seis vísceras Yang (Vesícula biliar, Estômago, Bexiga, Intestino Delgado, Intestino Grosso e Triplo Aquecedor) induzidas pelo calor acumulado, e ocorre uma vez a cada 64 dias. Quando a criança não recebe os devidos cuidados durante esses períodos de mudança e evaporação, ela pode tornar-se mais suscetível a doenças.

O paciente do presente estudo foi uma criança de 6 anos de idade, que apresentou sinais de atraso no desenvolvimento neuropsicomotor logo aos 6 meses, sendo relatados pouca reação aos estímulos apresentados, dificuldades em agarrar objetos, falta de expressão facial e controle parcial de tronco. Realiza tratamentos com fisioterapia, fonoaudiologia e equoterapia, também utiliza terapia medicamentosa em acompanhamento com neuropediatra. Ainda permanece com dificuldades de coordenação e concentração, dificuldades na fala e apresentando crises respiratórias com frequência.

Foi sugerida a introdução da técnica de acupuntura, como uma nova opção de terapia com o objetivo de tratar as complicações decorrentes do atraso no desenvolvimento neuropsicomotor e prevenir possíveis complicações provenientes do desequilíbrio energético. O tratamento foi realizado 2 (duas) vezes por semana, com duração de dois meses (16 sessões). A técnica da MTC escolhida foi a utilização dos pontos Shu, por serem estes pontos muito utilizados para tonificar os órgãos correspondentes. Os Shu-Dorsais são pontos em que a energia dos órgãos correspondentes é coletada ou se reúne. Estão localizados na parte posterior do corpo, onde o Qi dos respectivos Zang Fu é transportado. Situam-se na região da coluna dorsal, ao longo do trajeto paravertebral do canal de energia principal da Bexiga. Localizam-se a 1,5 cun dos processos espinhosos de vértebras específicas deste meridiano. Cada um dos órgãos Zang Fu tem um ponto respectivo, num total de doze, e posicionado aproximadamente no mesmo plano horizontal do seu órgão relacionado.

Figura 1 - Pontos anatômicos da técnica Shu dorsal

2019, artigos, editor,
2019

Tabela 1. Pontos Shu dorsal - localização e função (1)

2019, artigos, editor,
2019

O material selecionado para a aplicação do tratamento foram os cristais radiônicos, por proporcionarem uma melhor aceitação do paciente. Os cristais radiônicos são microesferas de cristais de quartzo, com programações radiônicas de cura, que quando utilizados nos pontos de acupuntura, promovem um estímulo fisiológico de alta frequência energética. Como método de avaliação, foi proposto um questionário com perguntas direcionadas à mãe da criança. As questões foram formuladas baseadas nas principais queixas apresentadas pela mãe. Uma de suas maiores queixas é sobre a dificuldade de concentração e alto grau de ansiedade da criança, e também repetidos quadros de crises respiratórias.

Tabela 2 – Questionário de avaliação

2019, artigos, editor,
2019

Conforme resposta positiva da mãe ao resultado da introdução da técnica de Shu Dorsais com cristais radiônicos, houve melhora no quadro geral da criança.  Apesar deste trabalho ser um estudo de caso, pode-se verificar que acupuntura aplicada em crianças é efetiva, se for adequadamente indicada e realizada. Porém, mais estudos na área ainda são necessários para demonstrar a importância de sua utilização como terapia.

Deixe seu Recado