Pós-Graduação em Acupuntura

O mais completo do Brasil

Imprensa

Terça-feira, 29 de Outubro de 2019 - 10:10

Acupuntura em pets realmente funciona? Veterinária explica

Diversas doenças são tratadas com a acupuntura; dores são amenizadas e o animal não sofre durante a aplicação

2019, noticias, editor, shutterstock
Acupuntura pode melhorar a qualidade de vida dos petsshutterstock
Terapias alternativas estão cada vez mais em alta para diversos tratamentos em animais de estimação. Algo que tem chamado a atenção de muitos tutores é a acupuntura para pets , que utiliza agulhas em pontos específicos do corpo para amenizar e tratar doenças e dores. 

A técnica pode ser usada tanto em cães quanto em gatos, e faz com que o animal tenha estímulos neurológicos. “As agulhas são posicionadas nas terminações nervosas estimulando as reações e consequentemente o cérebro do animal”, explica Caroline Mouco Moretti, médica veterinária do grupo Vet Popular. “Além da acupuntura tradicional existe também a eletro acupuntura, essa segunda opção, como o próprio nome diz, tem basicamente como diferença a utilização de impulsos elétricos”, completa.

Acupuntura pode melhorar a qualidade de vida dos pets

E para quem acha que gatos são pacientes difíceis para este tipo de tratamento, Caroline tranquiliza. “Mesmo parecendo impossível ser feita em gatos, a acupuntura tem ganhado cada vez mais espaços no tratamento para os felinos.”

Essa terapia alternativa, que comumente utiliza agulhas, serve para aliviar dores num geral, mas também trata outras doenças . “Alguns exemplos são as doenças respiratórias, musculares, dermatológicas, gastrointestinais, neurológicas, urogenitais e muito mais, além de ajudar no tratamento contra o câncer”, pontua a veterinária.

Para os gatos, a técnica ajuda no tratamento de doenças renais . “Insuficiência renal, alterações intestinais, retenção fecal e incontinência urinária são alguns dos problemas que podem ser amenizados com a acupuntura”, afirma.

Segundo Caroline, não é preciso ter medo que o animal sinta dor durante a aplicação. “Embora pareça ser doloroso ver seu pet com agulhas no corpo esse procedimento é indolor para o animal e ele tem ao seu favor o fato de ser imune a efeitos colaterais ao tratamento e claro, a possibilidade de ter uma qualidade de vida maior”, completa. E, além disso, qualquer pet, independente de raça, idade e sexo, pode usufruir desse tipo de tratamento.

Canal do Pet - iG
Deixe seu Recado